Quanto tempo leva para ser um bom guitarrista?

Vamos pensar assim: você é um guitarrista de 25 anos apaixonado por seu instrumento. Todo dia após o trabalho, você vai para o quarto para aprender músicas, praticar exercícios de técnica e sonhar em tocar em grandes palcos. Mas apesar de todo seu esforço, você não está vendo o progresso desejado.

Ou talvez assim: você é um advogado bem-sucedido, com mulher e filhos e um horário de trabalho ocupado. Mas por baixo de tudo isso a sua verdadeira paixão é a música. Você tomou algumas aulas de violão, mas tem muitos anos desde que você não toca. Agora o instrumento está apenas sentado ali, acumulando poeira e olhando para você.
Ou que tal assim: Nos fins de semana você toca em uma banda para se divertir e de vez em quando você tem um show, mas no fundo você sabe que você pode fazer mais com música. Talvez escrever suas próprias composições ou até mesmo algum dia começar sua própria banda. Você já comprou alguns livros de teoria e começou a tomar algumas lições, mas fica se perguntando a mesma coisa…
Caso deseje saber um pouco mais sobre teoria musical, visite o conteúdo do Guitarpedia www.guitarpedia.com.br.
Existem vários tipos de pessoas assim e a pergunta, muitas vezes, é a mesma: eu tenho o que é preciso para ser um bom músico?
Estou estudando o método certo? O que estou praticando vai me trazer algum resultado? Posso eu, na minha idade, minha agenda e meu nível de habilidade, ser um bom músico?
Essas questões podem estar martelando na sua cabeça o tempo todo… E sua mente provavelmente gravita em torno de: talento, técnica e teoria musical. A maioria dos músicos realmente “piram” quando pensam sobre os requisitos de um músico de sucesso . Mas a resposta é muito mais simples do que você pensa.
Deixe-me explicar…
Então, você quer tocar, certo?
Existem vários motivos para se fazer música:
Para algumas pessoas, é a emoção de subir nos palcos. Para outros é a convicção de fazer shows e comprar o equipamento mais recente e maior. E para alguns é o fascínio do estilo de vida do músico.
No entanto, por mais convincente que essas razões podem ser, elas não irão levá-lo aos seus objetivos musicais.

A verdadeira pergunta que você deveria fazer é: “SE VOCÊ GUARDAR SEU INSTRUMENTO AGORA E NUNCA MAIS TOCAR, VOCÊ SERIA CAPAZ DE DORMIR A NOITE?”.

Mesmo tendo vários obstáculos a vista, você ainda sente vontade de tocar?
Se a resposta for “sim”, então você tem a única coisa necessária para prosseguir na música.

É esta sensação incômoda, essa vocação para a música que realmente impulsiona você a se tornar um músico. Você AMA isso. Você tem que querer fazer música. Você simplesmente não pode viver sem ela.

“Campeões não são feitos em academias. Campeões são feitos de algo que eles têm profundamente dentro deles, um desejo, um sonho, uma visão. Eles têm que ter a habilidade e a vontade. Mas a vontade deve ser mais forte do que a habilidade.”

― Muhammad Ali

Além de todos os aspectos superficiais de musicalidade, é este chamado interior que irá mantê-lo em pé quando as coisas ficam difíceis.
É o que faz o músico que pode ser talvez o de “menor nível” em um grupo, continuar e manter a se aperfeiçoar- eventualmente ultrapassando os músicos naturalmente talentosos.
E esta é a força que vai empurrá-lo para chegar ao próximo nível musical.

Mas quanto tempo eu levo para me tornar um bom músico?
Tudo se resume ao seu nível de dedicação.

Você está disposto a gastar o tempo a cada dia praticando? Mesmo aqueles momentos em que você não se sentir com vontade?
Você está disposto a começar a estabelecer metas e se tornar um estudante novamente, para olhar honestamente para o seu conjunto de habilidades e descobrir o que você precisa fazer para melhorar?

Você se inspirou a gastar tempo suficiente pesquisando, ouvindo e estudando gravações? Tentou acompanhar uma canção e aprender a melodia e harmonia dos solos? Você pode praticar tudo isso com o objetivo de encontrar a sua própria voz?
Esta é a verdadeira educação de um músico.
“Eu acredito em coisas que são desenvolvidos através do trabalho duro. Sempre gostei de pessoas que se desenvolvem penosamente e ao longo do tempo, especialmente através da introspecção e muita dedicação. Acho que eles acabam por encontrar algo muito mais profundo e belo do que uma pessoa que parece ter a habilidade e fluência desde o principio. Eu digo isso porque é uma boa mensagem para dar aos jovens talentos que se sentem como eu também já me senti”.

– Bill Evans (pianista americano, considerado um dos mais importantes músicos de jazz da história).
Ninguém disse que seria fácil…
Em sua jornada como músico você vai ficar frustrado.
Você vai se cansar e você vai mesmo ficar desanimado.
Você vai falhar na frente de outras pessoas e você precisa continuar a melhorar e aprender, apesar de suas realizações.
Às vezes, você vai ter que passar por dias ruins para chegar ao seu objetivo. Você vai ter aulas com grandes professores e perceber que você não sabe nada, e às vezes você vai se sentir como toda a sua prática não vai a lugar nenhum.

Mas você tem que continuar!
Agora é com você!
Ser músico não significa que você tem que fazer a sua vida através da música.
E isso não significa que você tem gastar cada hora de cada dia praticando.
Isso significa que a música é uma parte essencial de sua vida e que você está disposto a colocar no trabalho para alcançar seus objetivos musicais.
Se tornar um músico envolve muito mais do que as notas que você toca, o método que você pratica, ou o equipamento que você comprar.
Ela começa dentro de você. A habilidade que você está sempre trabalhando para melhorar, uma meta que você pode conseguir se você tiver foco.

Então, pergunte a si mesmo mais uma vez: Você tem o que é preciso para ser um bom músico?

Fonte: Jazz Advice